Rhythms


1996
Badi Assad – guitar, vocals, panpipes [Harmonic Copper Pipe], electronics [Electric Fan], percussion
Cyro Baptista – percussion

Pulo do gato (Paulo Bellinati)
A gandaia das ondas/Beppo (Lenine/Ralph Twner)
A primeira vista (Chico César)
O Choro de Juliana (Marco Pereira)
Rhythms (Sérgio/Badi Assad)
Song for Badi (Kavin Callahan)
Bate-coxa (Marco Pereira)
Feixe (Chico César)
Quase um funk para Badi/Vírus (Carlinhos Antunes/José Miguel Wisnik)
Laser (Ricardo Breim/José Miguel Wisnik)
Ica (Badi Assad)
Pau Brasil (Paulo Steinberg)
Moods (Sheila Zagury)
Carta a L’exili (Kristos Leontis/Albert Garcia)






Pulo do gato
(Paulo Bellinati)




A gandaia das ondas/Beppo
(Lenine/Ralph Twner)

É bonito se ver na beira da praia
A gandaia das ondas que o barco balança
Batendo na areia, molhando os cocares dos coqueiros
Como guerreiros na dança

Oooh, quem não viu vai ver
A onda do mar crescer




A primeira vista
(Chico César)

Quando não tinha nada, eu quis
Quando tudo era ausência, esperei
Quando tive frio, tremi
Quando tive coragem, liguei…

Quando chegou carta, abri
Quando ouvi Prince, dancei
Quando o olho brilhou, entendi
Quando criei asas, voei…

Quando me chamou, eu vim
Quando dei por mim, tava aqui
Quando lhe achei, me perdi
Quando vi você, me apaixonei…

Amarazáia zoê, záia, záia
A hin hingá do hanhan…..
Ohhh!
Amarazáia zoê, záia, záia
A hin hingá do hanhan…..

Quando não tinha nada, eu quis
Quando tudo era ausência, esperei
Quando tive frio, tremi
Quando tive coragem, liguei…

Quando chegou carta, abri
Quando ouvi Salif Keita, dancei
Quando o olho brilhou, entendi
Quando criei asas, voei…

Quando me chamou, eu vim
Quando dei por mim, tava aqui
Quando lhe achei, me perdi
Quando vi você, me apaixonei…

Amarazáia zoê, záia, záia
A hin hingá do hanhan…
Ohhhhh!
Amarazáia zoê, záia, záia
A hin hingá do hanhan…..




O Choro de Juliana
(Marco Pereira)




Rhythms
(Badi Assad/Sérgio Assad)

Paz, procuro eu quero
Eu preciso de paz
Penosas promessas já não aguento mais
Viver a procura de um ritmo, mas

Passo a vida a propondo um passo de jazz
E vem o pandeiro que batuca demais
E no compasso do samba meu corpo vai

Paz, procuro eu quero
Eu preciso de paz
No bolero, embolada
Tango, tanto faz

Na canção ou baião
Mas não me decido não
E por mais que procure
Tal paz, ou que jure
Pioram a questão ao som do violão
Bandolim, cavaquinho fazendo um chorinho

Corro, esbarro e caio
E por fim me atrapalho
Altruísta traíste o tuíste de fato
É muito aparato, ou descubro ou me mato




Song for Badi
(Kavin Callahan)




Bate-coxa
(Marco Pereira)




Feixe
(Chico César)

há dias que acordo tão pacífico
mas há manhãs em que me atlantico
e a mim mesmo com o dedo indico
peixe-boi
feixe-luz
quem foi que fui
nas tardes niilistas destes dias
quando não mais me amazonico
nada me mississipa
nem as lágrimas que são
são e franciscoam
peixe-boi
feixe-luz
quem foi que fui
quando a noitreva saárica
lambengole as tardes destes dias
algo que não sei me atacam
e sertão paraibo




Quase um funk para Badi/Vírus
(Carlinhos Antunes/José Miguel Wisnik)




Laser
(Ricardo Breim/José Miguel Wisnik)




Ica
(Badi Assad)




Pau Brasil
(Paulo Steinberg)




Moods
(Sheila Zagury)




Carta a L’exili
(Kristos Leontis/Albert Garcia)