Cantos de Casa

cdc

01. O Chacoalho
02. Logo de manhã
03. Bicharada
04. Salvador
05. Café da Manhã
06. Tá com fome de quê?
07. Três tristes tigres
08. Corpinho Musical
09. A Bola
10. Qual é a da água?
11. Qualquer coisa por você
12. No colo do papai



Letras



O Chacoalho
(Badi Assad)

O chacoalho chacoalha o dia
E ele mexe, nasce e cresce
Sobe e desce e desaparece

O chacoalho chacoalha o dia
E ele dança, sacode a pança
E faz festança… Com todas as crianças

O chacoalho chacoalha o dia
Que chora e ri quando chove
O chacoalho chacoalha o dia
Que é um grande guri
Quando faz sol aqui

O chacoalho chacoalha o dia
Cheio de mania
Servido em fatias
Com gosto de rebeldia…




Logo de manhã
(Badi Assad)

Mamãe vem aqui pra me ajudar… a da cama sair
Mas vê se demora, vê se perde a hora
Não vem logo agora
Logo de manhã é sempre a mesma história
Logo de manhã até parece que a cama tem cola
Logo de manhã vê se não enrola

Cê sabe que é hora de ir pra escola
De brincar de bola, de roda
Mas tua cachola é que nem tatu-bola
Se enrosca e se enrola
Logo de manhã deixa de história
Logo de manhã nada de caraminhola
Logo de manhã vê se não embola

Mamãe vem aqui pra me ajudar a da cama sair
Mas sem algazarra, não vem com fanfarra
Nem com guitarra
Logo de manhã só se for na marra
Logo de manhã por favor, não força a barra
Logo de manhã eu não sou de farra

Eu sei que é hora de despertar,
Levantar, pedalar, começar, animar
Mas minha preguiça é que nem dobradiça
Eu vou e volto sem sair do lugar

Logo de manhã sem sair do lugar
Logo de manhã pode até me mandar passear
Logo de manhã é na cama que eu quero ficar!




Bicharada
(Badi Assad)

Lá vem a bicharada
Pelo ar e pelo chão
Todos vem cantando
Cada um sua canção
Todos vem correndo
Fazendo muita folia
Pois o que eles querem
é te desejar bom dia!

Primeiro vem a galinha
Depois vem o pintinho
E o Sr. galo

E vem o gatinho
O cachorrinho
Depois o Sr. burro
Então o carneirinho

Com sono vem a coruja
Atrás dela a cigarra
Depois vem o sapo
E o Sr. Grilo

De longe vem a foca
E a gaivota
E pra aumentar a confusão de toda bicharada
Lá vem a Dona arara

E vem o perú
A galinha d’angola
Atrás o Sr. Pato
E a abelhinha

O cavalo
A Dona vaca
Correndo o porquinho
E o Sr. Lobo
..
E vem os passarinhos
E o papagaio
E o periquito

Depois vem o macaco
O leão
E pra acabar com a confusão de toda a bicharada
Lá vem o elefante
Pra acabar com essa canção




Salvador
(Badi Assad)

Seus dentinhos tem vida própria
Eles nascem, crescem, comem, ficam moles
Caem, doem
Todos os dias eles estão lá
Escancarados
Esperando a escova chegar que diz

Escovo daqui, escovo dali
Bochecho daqui, gargarejo dali
Espanto daqui o furinho dali
Salvando daqui, a dor dali
Salvador daqui, salvador dali

Seus dentinhos tem vida própria
Eles abrem janelas, as fecham
Mastigam, trituram
São frágeis, mas também são tão duros
Todos os dias eles estão lá
Escancarados
Esperando a escova chegar que diz




Café da Manhã
(Badi Assad)

Hoje é segunda-feira
Pro café-da-manhã eu vou comer qualquer bobeira
Amanhã é terça, eu vou comer qualquer besteira
Depois de amanhã é quarta
E acho que vou comer pela primeira vez uma lagarta
Já chegou na quinta-feira e foi chato
Porque passei o dia com a enfermeira
Hoje já é sexta, não vou comer mais bobagem
Porque já não sou besta
Amanhã é sábado não vou comer porcaria
Porque já não sou mais escravo
Depois de amanhã é domingo e é dia de feira
Vou comer morango, laranja lima e laranja pera
Vou comer granola, queijo mineiro e pão com mel e manteiga
Vou comer, vou comer, vou comer tudo que é legal
Vou comer, vou comer, vou comer até bolacha de água e sal! Hum….




Tá com fome de quê?
(Badi Assad)

Pai to com fome,
tá com fome de quê?

De pular na cama
De rolar na grama
De brincar de pique
De passear
De correr na areia
De nadar no mar
Andar de bicicleta
E de jogar bola

Pai tô com sede
tá com sede de quê?

De tomar sol
De tomar chuva
De escorregar
Pelo arco-íris
E no céu voar
Correr com o vento
E subir em árvore
E ser uma ave

Brincar sem ter hora de parar
Fazer bagunça até cansar
Dormir sem ter hora de acordar
Pular corda até não aguentar

Brincar no parque até mais tarde
Comer muito, mas muito chocolate
Jogar videogame até não ser normal
Rodar corrupio até passar mal

Mãe, tô com fome!
Tá com fome de quê?
Mãe, tô com sede!
Tá com sede de quê?




Três tristes tigres
(Badi Assad)

Era uma vez
Vou contar pra vocês
A história de três tristes tigres lá no xadrez
Eles comeram três pratos
Enfeitiçados com
Trinta trigos e se
Transformaram em três gatos

E pra terminar com o feitiço
Eles tinham que pronunciar
Essas frases assim bem seguidas
Sem se enrolar:

O Potro e o Pedro
A Pedra é Preta
A Pátria é Prata
O Pablo é Pablo

Era uma vez vou contar pra vocês
A história de três tristes tigres lá no xadrez
Como nunca conseguiram
Pronunciar as frases
Do feitiço que eram de amargar

Tiveram de se contentar
Em nunca mais rugir
E ao miado se confinaram
Sem nunca disto poder fugir
Então todos foram soltos
Porque agora o que eles são
Ao invés de três alegres tigres
Três tristes livres gatos são




Corpinho Musical
(Badi Assad)

O seu corpinho é um instrumento musical
Ele pode fazer som com as mãozinhas e coisa e tal
Pode fazer assim:

O seu corpinho é um instrumento musical
Ele pode fazer som com a boquinha e coisa e tal
Pode fazer assim:

O seu corpinho é um instrumento musical
Ele pode fazer sons maluquinhos e coisa e tal
Pode fazer assim:

O seu corpinho é um instrumento musical
Ele pode fazer sons todos juntos e coisa e tal
Pode fazer assim:




A Bola
(Badi Assad)

A bola roda
A bola roda e gira
A bola roda, gira e corre
A bola pula
A bola pula e cai
A bola pula, cai e se esconde
A bola voa
A bola cai pra traz
A bola se desfaz
A bola cresce, se despede
E vai embora
A bola vai pra escola
A bola se esfola
E dança mais
A bola vem e vai
A bola grita: Gol!

A bola pira…
A bola solta pipa
A bola diz que fica e corre
A bola pia
A bola lava a pia
A bola lava a pia e mia
A bola voa
A bola é cracatoa
A bola fica a toa
A bola pinta a cara e desaparece
A bola emagrece
A bola vira neve
A bola até escreve
A bola rala
A bola vai pra praia
A bola uiva: gol!

Mas só embola
A bola só embola…




Qual é a da água?
(Badi Assad)

Qual é a da água?
Xuá… Xuá…

Vamos tomar banho
A água é quente ou ela é fria?
Vamos tomar banho
No chuveiro ou na pia?

Vamos tomar banho
A água é forte ou é macia?
Ela é cheia ou é vazia?
Vai ser lá no tanque ou na bacia?

Que vamos tomar banho
A água rola ou ela cai?
Ela é mãe ou ela é pai?
Ela vem ou ela vai?

Vamos tomar banho…
Qual é a da água?
Xuá… Xuá…

Vamos tomar banho
A agua é clara ou ela é suja?
Vamos tomar banho
Ela limpa ou enferruja?

Vamos tomar banho
A água é boba ou ela tem graça?
Ela é vapor ou é fumaça?
Vai ser no quintal ou lá na praça?

Que vamos tomar banho
A agua é doce ou é salgada?
Ela se lança ou é lançada?
Vai ser lá na rua ou na calçada?
Que vamos tomar banho…




Qualquer coisa por você
(Badi Assad)

Eu serei qualquer coisa por você

Se chover – Guarda-chuva
Se fizer calor – Ventilador
Se as mãozinhas tremerem – Luva
E se o frio apertar – Cobertor
Se for fruta – Feira
Se for castelo – Areia
Se for macaco – Bananeira
E se for queda – Cachoeira

Eu serei qualquer coisa por você

Se for preguiça – Rede
Se levar tombo – Bandaid
Se for água – Sede
E se for canetinha- Parede
Se for bola – Goleira
Se for risada- Bobeira
Se for vassoura – Sujeira
E se for gato – Ratoeira

Eu serei qualquer coisa por você

Se for adubo – Minhoca
Se for mal na escola – Cola
Se for sal – Pipoca
E se for colchão – Dorminhoca….




No colo do papai
(Badi Assad)

O papai te pega no colo
Te nina pra cá, te gira pra lá
Embala você, te dá mil beijinhos
E segue assim até te dar soninho

O papai te pega no colo
Te ensina a ser forte
Te ensina a ser grande
O papai te dá tanto amor
Do tamanho de um elefante

E canta uma vez e canta de novo
Nana neném, chucutuco piquitim
Amo você, chucutuco piquitim

O papai te pega no colo
Te gira pra cá, te nina pra lá
Embala você, te dá mil beijinhos
E segue assim até te dar soninho

O papai te pega no colo
Te ensina a brilhar
Te ensina a navegar
O papai te dá tanto amor
Do tamanho do mar